Halloween - Saiba Tudo Sobre a Tradição da Festa

Halloween - Saiba Tudo Sobre a Tradição da Festa

A tradição da festa de HALLOWEEN data do século V DC, na Irlanda Céltica, quando ocorria oficialmente o final do verão em 31 de outubro. O feriado era SAMHAIN, o Ano novo céltico. Alguns bruxos acreditam que a origem do nome vem da palavra HALLOWINAS – nome dado às guardiãs femininas do saber oculto das terras do norte (Escandinávia). Uma das lendas de origem celta fala que os espíritos de todos que morreram ao longo daquele ano voltariam à procura de corpos vivos para possuir e usar pelo próximo ano. 

Os celtas acreditavam ser a única chance de vida após a morte e acreditavam também em todas as leis de espaço e tempo, o que permitia que o mundo dos espíritos se misturasse com o dos vivos. Como os vivos não queriam ser possuídos na noite do dia 31 de outubro, apagavam as tochas e fogueiras de suas casa, para que elas se tornassem frias e desagradáveis, colocavam fantasias e ruidosamente desfilavam em torno do bairro, sendo tão destrutivos quanto possível, a fim de assustar os que procuravam corpos para possuir.

E de onde vem o ritual com as ABÓBORAS?

Um homem chamado Jack, um alcoólatra grosseiro, em um 31 de outubro bebeu excessivamente e o diabo veio levar sua alma. Desesperado, Jack implora por mais um copo de bebida e o diabo concede. Jack estava sem dinheiro para o último trago e pede ao Diabo que se transforme em uma moeda. O Diabo concorda. Mal vê a moeda sobre a mesa, Jack guarda-a na carteira, que tem um fecho em forma de cruz. Desesperado, o Diabo implora para sair e Jack propõe um trato: libertá-lo em troca de ficar na Terra por mais um ano inteiro. 

Sem opção, o Diabo concorda. Feliz com a oportunidade, Jack resolve mudar seu modo de agir e começa a tratar bem a esposa e os filhos, vai à igreja e faz até caridade. Mas a mudança não dura muito tempo. No próximo ano, na noite de 31 de outubro, Jack está indo para casa quando o Diabo aparece. Jack, esperto como sempre, convence o diabo a pegar uma maçã de uma árvore. O diabo aceita e quando sobe no primeiro galho, Jack pega um canivete em seu bolso e desenha uma cruz no tronco. O diabo promete partir por mais dez anos.

Sem aceitar a proposta, Jack ordena que o diabo nunca mais o aborreça. O diabo aceita e Jack o liberta da árvore.Para seu azar, um ano mais tarde, Jack morre. Tenta entrar no céu, mas sua entrada é negada. Sem alternativa, vai para o inferno. O diabo, ainda desconfiado e se sentindo humilhado, também não permite sua entrada. Mas, com pena da alma perdida, o diabo joga uma brasa para que 

Jack possa iluminar seu caminho pelo limbo. Jack põe a brasa dentro de um nabo para que dure mais tempo e sai perambulando. Os nabos na Irlanda eram usados como “lanternas do Jack” originalmente. Mas quando os imigrantes vieram para a América, eles acharam que as abóboras eram muito mais abundantes que nabos. Então Jack passa a ser uma abóbora iluminada com uma brasa. Sua alma penada passa a ser conhecida como Jack O’Lantern (Jack da Lanterna). Quem presta atenção vê uma luzinha fraca na noite de 31 de outubro. É Jack procurando um lugar… :((

Alguns Significados Simbólicos Ligados ao Halloween:

A ABÓBORA: simboliza a fertilidade, a fartura e a sabedoria.

A VELA: indica os caminhos para os espíritos do outro plano astral.

O CALDEIRÃO: fazia parte da cultura – como mandaria a tradição. Dentro dele, os convidados devem atirar moedas e mensagens escritas com pedidos dirigidos aos espíritos.

A VASSOURA: simboliza o poder feminino que pode efetuar a limpeza da eletricidade negativa. Equivocadamente, pensa-se que ela servia para transporte das bruxas.

AS MOEDAS: devem ser recolhidas no final da festa para serem doadas aos necessitados. Os bilhetes com os pedidos devem ser incinerados para que os pedidos sejam mais rapidamente atendidos, pois se elevarão através da fumaça.

A ARANHA: simboliza o destino e o fio que tecem suas teias, o meio, o suporte para seguir em frente.

O MORCEGO: simboliza a clarividência, pois que vêem além das formas e das aparências, sem necessidades da visão ocular. Captam os campos magnéticos pela força da própria energia e sensibilidade.

O SAPO: está ligado à simbologia do poder da sabedoria feminina, símbolo lunar e atributo dos mortos e de magia feminina.

GATO PRETO: símbolo da capacidade de meditação e recolhimento espiritual, autoconfiança, independência e liberdade. Plena harmonia com o Universo.

Sobre as Cores:

LARANJA – cor da vitalidade e da energia que gera força. Os druidas acreditavam que nesta noite, passagem para o Ano Novo, espíritos de outros planos se aproximavam dos vivos para vampirizar a energia vital encontrada na cor laranja.

PRETO – cor sacerdotal das vestes de muitos magos, bruxas, feiticeiras e sacerdotes em geral. Cor do mestre.

ROXO – cor da magia ritualística.

Comemore o seu Halloween no mais alto astral e vibrando amor a todo o planeta e tenha os melhores produtos da Artezoom de diversos tamanhos e tipos, com uma energia fantástica!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Caneca para o Dia dos Professores

Guia Definitivo para Encontrar Presentes Criativos para Homens

Escolher Caneca para o Dia dos Professores

Saiba Como Surgiram as Canecas